História 1848 – 1965

Expansão missionária da Congregação,
especialmente em África – internacionalização

Revigorada com a entrada dos membros da Sociedade de Libermann, a Congregação do Espírito Santo vai transformar-se no decorrer do século XIX uma família missionária florescente, que contará 1.400 membros em 1908. Muitas Províncias novas são fundadas na Europa e na América do Norte, ao passo que se novos campos de apostolado são aceites em África, na América do Sul, nas Caraíbas e no Oceano Índico, na Ásia e na Austrália.

1852

Libermann morre no dia 2 de fevereiro, com a idade de 50 anos. O P. Schwindenhammer é nomeado Vigário geral da Congregação e eleito  Superior geral no ano seguinte.

1853

Primeira assembleia em forma de Capítulo em Nossa Senhora do Gard, com 28 membros. Os Regulamentos de 1849 são aprovados, bem como um projeto de novas Regras relativas à prática da vida religiosa, a vida de comunidade, um costumeiro próprio e disposições de organização interna.

1859

Começo da presença espiritana na Irlanda. A Congregação abre um seminário menor em Blancharddstown. No ano seguinte, a comunidade é transferida para Blackrock, onde é aberto um colégio. A ordenação dos dois primeiros espiritanos irlandeses terá lugar em 1866.

1862

Os Espiritanos começam a penetrar na África do Leste. Chegam à ilha de Zanzibar e seis anos mais tarde à vila de Bagamoyo, no continente, em frente de Zanzibar.

1863

Criação da província espiritana da Alemanha. Dez anos mais tarde, os Espiritanos foram expulsos do país e readmitidos em 1895.

1865

Roma entrega aos Espiritanos a Prefeitura do Congo Português (Angola), abandonada pelos Capuchinhos em 1836. O P. Schwindenhammer fica com o título de Prefeito apostólico e nomeia o P. Poussot vice-Prefeito. Mas é o P. Duparquet que será o grande cabouqueiro da presença espiritana, não somente neste região da África, mas também em Portugal, a partir de 1867.

1868

O primeiro holandês, o irmão Pius Orbons, entra na Congregação. Unido aos Espiritanos alemães, partirá mais tarde para os Estados Unidos, para ali fundar uma nova Província. Pouco tempo depois, regressará ao seu país natal, para nele trabalhar na implantação da Congregação.

1872

A partir desta data, os Espiritanos regressam á América do Norte, ao Canadá e aos Estados Unidos, para se colocar ao serviço das minorias, dos imigrantes e diversos outros grupos étnicos.

1877

Primeira missão na Guiné Conakry (Boffa)

1881

1881 :  O P. Le Vavasseur, Superior geral.

1882

O P. Emonet, Superior geral.

1883

Mons. Carrie, Vigário Apostólico do Congo (Loango), envia o P. Augouard a fundar a primeira missão no interior, em Linzolo.

1885

Chegada dos primeiros Espiritanos à Nigéria (P.Lutz). Sobem o rio para se estabelecer em Onitsha.

1887

Mons. Carrie funda a Missão de Brazzaville que, em 1890, se tornará a sede do Vicariato Apostólico do Ubangui, confiado a Mons. Augouard.

1888

Por causa das grandes necessidade de pessoal para a evangelização da África, a Congregação retira-se definitivamente das obras das « feitorias francesas » que tinha na Índia (Chandernagor, Mahé..) desde 1828, antes da união da Sociedade do Sagrado Coração de Maria com a Congregação do Espírito Santo. Regressará à Ásia somente em 1977 (Paquistão).

1896

Mons. Alexandre Le Roy, Superior geral.

1901

No dia 14 de fevereiro, o Conselho de Estado francês emite o parecer « que a Associação do Espírito Santo cessou de existir e que a dos Missionários do Sagrado Coração de Maria, que tinha tomado o seu nome, não é uma Congregação religiosa legalmente autorizada ».
No dia 1 de agosto, Mons. Alexandre Le Roy, 15º Superior geral, tendo apresentado um dossier que defendia a permanência da Congregação do Espírito Santo, o Conselho de Estado emite o parecer « que a Associação do Espírito Santo pode ser considerada como uma Congregaçaõ religiosa, legalmente autorizada ».

1904

A partir desta data, a Congregação prossegue a sua Missão na Europa, na África e na América Latina. Crescimento da sua presença no mundo ocidental : Holanda, Bélgica, Grão –Bretanha, Polónia, Suíça, Espanha e Canadá (Santo Alexandre).

1914-1918

Primeira Guerra Mundial :136 espiritanos morrem na linha da frente.

1920

Naufrágio do navio « L’Afrique » : 16 espiritanos perecem, entre eles o Vigário apostólico da Senegambia, Mons. Hyacinthe Jalambert.

1922

Eugénia Caps, ajudada por Mons. Le Roy, funda a Congregação das Irmãs Missionárias do Espírito Santo.

1923

O sul dos Camarões é entregue aos Espiritanos.

1926

Mons. Le Hunsec é eleito Superior geral.

1931

Desde 1862, Puerto Rico tinha feito apelo à Congregação, mas somente em 1931 é que os quatro primeiros Espiritanos, sob a chefia do P.Christopher Plunkett, puderam estabelecer uma residência em Arecibo.

1935

Em 1927, os Espiritanos alemães foram solicitados para vir ao encontro das necessidades da Missão imensa do Tefé (Amazónia). Só em 1935 é que a região do Alto Juruá lhes será atribuída como missão distinta.

1939-1945

Segunda Guerra Mundial : 101 Espiritanos morrem na linha da frente.

1950

Eleição do P.Griffin (irlandês), primeiro Superior geral não francês.

1960

A Congregação do Espírito Santo, com mais de 5.000 membros, torna-se uma das congregações religiosas mais importantes.

1962

No dia 1 de janeiro, vinte Espiritanos (19 belgas e 1 holandês) são massacrados em Kongolo, no Katanga, na República Democrática do Congo.

1962

Começo do Concílio Vaticano II e das orientações que dele sairão em ordem ao aggiornamento : 49 bispos Espiritanos participam, incluindo Mons. Marcel Lefebvre, que acaba de ser eleito Superior geral.

 

1965

Fim do Concílio Vaticano II