História

1703 – 1792

Fundação da Congregação e primeiros desenvolvimentos
até à provação da Revolução francesa

1703

No dia 27 de Maio, festa do Pentecostes, na igreja de Saint-Étienne-des-Grès, em Paris, Cláudio Poullart Des Places e os seus 12 companheiros consagram-se ao Espírito Santo sob a protecção da Bem-aventurada Virgem Maria, com o fim de se comprometerem ao serviço dos pobres.

1707

No dia 17 de Dezembro, Cláudio Poullart des Places é ordenado sacerdote com   28 anos de idade.

1709

Cláudio Poullart Des Places morre no dia 2 de Outubro, aos 30 anos de idade. É enterrado no dia seguinte, na fossa comum do Clero pobre, em Saint-Étienne-du-Mont. No Seminário do Espírito Santo havia então 72 estudantes. São estes os primeiros Espiritanos no sentido lato, isto é, « saídos do Seminário do Espírito Santo ».

1732

Início do envio de Espiritanos para outros continentes : François Frison de la Mothe foi enviado para Québec, no Canadá. Outros Espiritanos foram enviados para a América do Norte para trabalhar entre os Ameríndios e os Acadianos. Outros ainda foram enviados para o Extremo Oriente, juntando-se às Missões Estrangeiras de Paris na China, Cambodja, Vietnam, Siam (Tailândia) e Índia. Os que ficaram na França colocaram-se ao serviço de várias dioceses e uniram-se os Monfortinos, em razão da amizade que tinha unido Poullart a Grignion de Montfort.

1734

O Arcebispo de Paris, Mons. De Vintimille, aprova as Regras e Constituições do Seminário e da Comunidade do Espírito Santo e da Imaculada Conceição(1726) – e da Virgem Imaculada (1734) .

1765-1778

Em 1765, Roma encarrega a Congregação do Espírito Santo das Prefeituras Apostólicas de São Pierre e Miquelon (1765), da Guiana (1775), de São Luis do Senegal (1778). « A partir de 1766, a Comunidade do Espírito Santo toma o título de Congregação do Espírito Santo ».

1791

Até esta data, 22 Espiritanos franceses tinham trabalhado em São Pierre e Miquelon e na Acádia (Canadá) como missionários entre os Índios e como professores no Seminário da cidade de Québec. Depois desta data, com o estabelecimento progressivo dos colonos ingleses, os Espiritanos, por serem originários da França e leais defensores dos Ãutótonos, foram expulsos do Canadá. Continuaram, no entanto, a trabalhar nas ilhas de São Pierre e Miquelon.

1792

A Revolução Francesa suprime todas as Ordens. A Congregação foi dissolvida. Os Espiritanos tiveram de se dispersar; alguns emigraram para a Inglaterra, para a Suiça ou para a Itália. Outros ficaram na França, oferecendo os seus serviços em diversas dioceses, até que fosse possível retomar a obra interrompida, graças à fé e à coragem de Jacques Bertout (1753-1832).