Justiça e Paz em Angola

MARCELO REBELO DE SOUSA APRESENTOU LIVRO DO P. TONY NEVES

O livro foi apresentado na tarde de 8 de Novembro na Livraria Barata – Leya, em Lisboa.

Angola. Justiça e Paz’ é o novo livro do P. Tony Neves que resultou da tese de doutoramento em Ciência Política. Com muita gente a participar na sessão, Marcelo Rebelo de Sousa apresentou as diferentes facetas do autor que vai da Teologia à Ciência das Religiões, da Comunicação Social às Relações Internacionais e à Ciência Política. Numa exposição de mais de trinta minutos, o apresentador do livro definiu a obra como a tradução e transmissão da vida do autor para o papel: é uma tese de vida, onde o autor sabe o que está a dizer, pois viveu-o antes de investigar e de lhe dar estatuto académico.

A tese prova que a intervenção da Igreja Católica em Angola (de 1989 a 2002, tempo estudado) foi decisiva para a pacificação do país porque ela denunciou as violações dos direitos humanos, propôs valores e princípios em ordem á pacificação e diminuiu os dramas provocados pela guerra civil nas populações mais pobres.

Depois de um elogio rasgado ao autor e à obra (que mereceu nota máxima – com louvor, distinção e por unanimidade do júri), o comentador político e catedrático de direito considerou o livro de leitura obrigatória para quem quiser conhecer e estudar este período da história angolana, uma vez que se trata de um documento único e original sobre o fim da guerra civil em Angola.

O autor, missionário Espiritano, partilhou algumas histórias de vida por terras de Angola durante a guerra civil e explicou o caminho de investigação que seguiu: recolheu depoimentos em primeira pessoa, estudou documentos, analisou acontecimentos e contactou instituições. “Tudo para que pudesse perceber qual foi o contributo da Igreja Católica no período crítico que antecedeu o calar das armas”.

Já à margem da sessão, interpelado pela comunicação social presente, o P. Tony Neves lamentou a fome que está a vitimar muitos angolanos e desejou mais justiça e igualdade social para o povo angolano que tenta levantar-se das cinzas de uma guerra civil que fez milhões de mortos e deslocados, roubando o futuro a boa parte da população.

António Moreira

This entry was posted in Informações Espiritanas. Bookmark the permalink.