Em que Acreditamos

O Carisma Espiritano

O carisma de uma congregação religiosa reporta-se a sua visão iniciadora.

  • O espírito inconfundível com que se sente  chamada por Deus para viver a mensagem do Evangelho;
  • A forma como os membros percebem e se relacionam com o mundo;
  • O ethos que marca a sua vida intrínseca e as obras em que se compromete.

Claude des Places, fundador dos Espiritanos, sentiu-se chamado por Deus para fundar uma comunidade dedicada à educação de seminaristas pobres. Nosso carisma possibilita que sejamos fiéis à inspiração e intuição iniciais do fundador dentro das circunstâncias mutáveis do mundo contemporâneo.

Hoje, percebemos que o carisma de uma congregação religiosa também é compartilhada por leigos, solteiros e casados, que se sentem atraídos pela mesma visão.

Regra de Vida

A Congregação do Espírito Santo manifesta seu carisma pela sua Regra de Vida atual: a evangelização dos “pobres” ( Luc.4:18) é nosso propósito.

Sendo fiel às intuições e experiências de nossos fundadores e para manter a viva tradição de nossa Congregação damos preferência a um apostolado que nos leve:

  • aos que ainda não ouviram ou pouco ouviram a mensagem do Evangelho;
  • aos oprimidos e desfavorecidos, seja em grupo ou individualmente;
  • a locais onde a Igreja tenha dificuldade de encontrar obreiros.

Libertação

Nossa missão de evangelização também inclui a “integral libertação” das pessoas agindo em busca de justiça e paz e tomando parte no seu desenvolvimento. Devemos nos constituir em “ defensores, partidários e protetores dos mais fracos e dos pequeninos contra todos os aqueles que os oprimem”.

Como deveres especialmente importantes para os tempos atuais, consideramos:

  • o apostolado para a juventude, pois a presente situação dos jovens clama, mais do que nunca, por obras sociais e educacionais;
  • o trabalho com refugiados, com imigrantes e com os que vivem marginalizados pela sociedade;
  • educação, tanto formal quanto informal.

Somos devotados ao Espírito Santo autor de toda a santidade e “fonte do espírito apostólico”.

Postamo-nos sob a proteção do Imaculado Coração de Maria que transbordava desse mesmo Espírito “pleno de santidade e zelo apostólico”.